LANÇAMENTO DA REVISTA ESTUDOS REGIONAIS (2020) 


No passado dia 30 de dezembro, o Centro de Estudos Regionais apresentou o número 14 (da 2ª série), da revista Estudos Regionais. O lançamento público decorreu através de uma videoconferência, que contou com a presença de vários autores. A revista Estudos Regionais é uma publicação de periodicidade anual, editada pelo Centro de Estudos Regionais, que conta com a colaboração de investigadores de diferentes áreas no domínio das Ciências Sociais e Humanas. Coordenada cientificamente pela Profª Doutora Glória Solé, docente na Universidade do Minho, a publicação do corrente ano é composta por 230 páginas e apresenta estudos, artigos e recensões da autoria Albino Ramalho, Alexandra Esteves, António Matos Reis, Artur Coutinho, Aurora Rego, Gonçalo Fagundes Meira, João Alpuim Botelho, José Carlos Loureiro, Manuela Cunha, Sérgio Veludo, Sílvia Pinto e Sofia Barbosa. A revista Estudos Regionais contou com a colaboração de Alcinda Pimenta (The British Academy), na revisão e tradução dos resumos. O design é de Rui Carvalho. A edição é patrocinada pela Fundação Caixa de Crédito Agrícola do Noroeste.   

Temas da edição 


Aurora Rego, no artigo que abre esta edição, apresenta-nos um estudo sobre o impacto demográfico da “pneumónica” nos concelhos de Viana do Castelo, Caminha e Vila Nova de Cerveira. Seguem-se os trabalhos de Manuela Cunha, Sofia Barbosa e Sérgio Veludo que se enquadram nas comemorações do Bicentenário da Revolução Liberal (1820-2020). Manuela Cunha analisa as notícias publicadas no periódico “Gazeta de Lisboa” e dá a conhecer a interpretação do juiz desembargador de Braga, Inácio José Peixoto, sobre a Revolução Francesa de 1789 e o ideário iluminista. Sofia Barbosa escreve, analisando as notícias publicadas em vários periódicos nacionais e locais, sobre a atividade dos cidadãos bracarenses integrados no movimento de reação à Revolução de 1820 e à Constituição de 1822. Sérgio Veludo descreve-nos as operações militares no Cerco do Porto, um dos episódios mais marcantes da guerra entre os partidários de D. Pedro e de D. Miguel, mostrando os seus reflexos na região do Noroeste de Portugal, particularmente as ações militares na região do Minho, sob as ordens de Charles John Napier. Ainda no âmbito dos “Estudos e Ensaios”, Alexandra Esteves convoca-nos para o tema da sociabilidade, lazer e cultura no noroeste de Portugal. Por sua vez, Sílvia Pinto recorda-nos a figura de Francisco Martins Sarmento, a partir da análise da imprensa vimaranense. Na parte dedicada aos “Documentos”, o leitor encontrará um trabalho de António Matos Reis que reúne a documentação relativa a Villa Corneliana ou da Correlhã (Ponte de Lima), entre o séc. X e XV. A secção “Memórias e Figuras” é dedicada a António Martins Viana e Benjamim Pereira, através de apontamentos redigidos por Gonçalo Fagundes Meira e João Alpuim Botelho, respetivamente. Na secção “Testemunhos”, Artur Coutinho partilha connosco como é que ingressou no grupo de fundadores do CER e algumas das primeiras iniciativas em que esteve envolvido. Encerram esta edição as recensões de Albino Ramalho, sobre o livro “Memórias e Correspondência de um Combatente: A Guerra de 14”, e José Carlos Loureiro, que publica sobre o livro de Carlos Branco de Morais, editado em 2019, com o título “Angola 1972-1973. As espadas e a política”. 

Distribuição e venda 


A edição será distribuída gratuitamente, a partir do dia 4 de janeiro, aos associados do Centro de Estudos Regionais, com as quotas atualizadas. A venda ao público faz-se na sede da associação, no Largo do Instituto Histórico do Minho, junto à Sé Catedral de Viana do Castelo. Pode, também, ser solicitado, através de correio eletrónico (livraria@cer.pt), o envio por correio postal, mediante o pagamento dos portes de envio.


CHAMADA DE ARTIGOS PARA A REVISTA ESTUDOS REGIONAIS (Nº 15, 2021)


O Centro de Estudos Regionais publicará, no final do segundo semestre de 2021, o 15º volume (2ª série), da revista Estudos Regionais. Trata-se, considerando a primeira série, da 40ª edição desta publicação periódica. Os interessados em remeter propostas de textos (estudos, ensaios, notas de investigação, recensões e leituras), que se enquadrem no domínio das Ciências Sociais e Humanas, devem atender ao seguinte:

1. O Centro de Estudos Regionais aceita a receção de resumos de artigos ou propostas de recensão até ao dia 15 de fevereiro de 2021. O resumo dos artigos deve ter no máximo 15 linhas (150 palavras), incluir referência ao objeto de estudo, ao enfoque teórico, às fontes ou à sustentação empírica e três palavras-chave.  
2. A comunicação da aceitação dos artigos propostos ocorrerá até ao dia 1 de março de 2021, após apreciação pela Equipa Redatorial e Coordenação Científica.
3. Os originais, com o texto completo, devem ser remetidos até ao dia 3 de maio de 2021.
4. Este calendário serve, igualmente, para as propostas de recensão e leitura, devendo neste caso indicar-se a autoria, o título, a editora e o ano de edição, da publicação que se pretende analisar. 
5. Após a receção dos originais, os autores serão oportunamente informados acerca da decisão em publicar ou não o respetivo texto, ou ainda da conveniência de o alterarem ou reformularem de acordo com as indicações dadas pelos membros da Comissão Científica, que serão comunicadas ao autor.
6. A Equipa Redatorial e a Coordenação Científica só aceitarão para avaliação os textos que cumpram as normas da revista. A versão integral das normas para os colaboradores pode ser consultada na edição nº 14 (2020), nas páginas 229 e 230, ou no sítio www.cer.pt.